Por que investir em fundos?

Um fundo de investimento é como um condominio. Qual o objetivo de quem entra nesse condomínio? Por que entregar seu dinheiro para um fundo ao invés de investir você mesmo?

 

Existem alguns motivos que podem levar alguém a investir com a ajuda de um fundo: você conta com gestão profissional para o seu dinheiro, têm acesso à uma estratégia de diversificação a custos menores, podendo ter uma carteira de investimento que você não conseguiria montar sozinho. O investidor tem ainda a vantagem de conseguir resgatar rapidamente o seu dinheiro.

 

GESTÃO PROFISSIONAL

Quando você coloca dinheiro no fundo, está entregando suas economias para um gestor profissional cuidar. Ele é uma pessoa treinada para escolher aplicações e monitorar o mercado diariamente, avaliando quais as melhores opções de investimento. A não ser que você deseje se transformar em um investidor profissional, dificilmente terá tempo e preparo para acompanhar o mercado com a mesma profundidade e agilidade de um gestor profissional.

DIVERSIFICAÇÃO

O gestor do fundo procurará vários tipos de aplicações: colocará os ovos em várias cestas. Se acontecer algo errado com alguma aplicação, as que derem muito certo podem compensar essa perda. Ou seja, o fundo permite que você diversifique seus investimentos. Você poderia fazer isso sozinho, colocando seus recursos em vários tipos diferentes de aplicações. Mas isso tem um custo, e você pode não ter o volume de dinheiro suficiente para aplicar em um número grande de coisas. Quando você entra no fundo, se junta a muitos investidores. O fundo terá volume suficiente para diversificar os investimentos de uma forma que sozinho cada cotista não conseguiria.

CUSTOS MENORES

O fundo te ajuda a reduzir custos de transação. Manter um conjunto grande de aplicações e ajustar suas escolhas sempre têm custos: você precisa aplicar e resgatar recursos em vários momentos, comprar e vender ações, títulos e outros tipos de investimentos. No caso do fundo, assim como acontece no condomínio, os custos são diluídos porque são divididos por todos os investidores. Um exemplo disso é um gestor: para você sozinho provavelmente não seria possível contratar um profissional que se dedicasse a cuidar todos os dias dos seus investimentos. Milhares de investidores juntos no fundo conseguem fazer isso pagando uma taxa que serve dentre outras coisas para pagar o gestor que cuidará dos recursos.

FACILIDADE DE RESGATE

Quando uma pessoa aplica seus recursos, ela sempre tem um plano para aquele dinheiro. Imagine que você planejava algo, mas um imprevisto ocorreu e você precisa do dinheiro antes do que esperava. Dependendo do tipo de investimento que você fez, você poderá demorar um pouco para conseguir resgatar o dinheiro – imagine se você tivesse optado por um imóvel e tivesse que vendê-lo, por exemplo. O fundo oferece a vantagem de você conseguir resgatar seus recursos rapidamente. Você geralmente pode resgatar em um dia, em alguns fundos, ou com poucos dias de carência, em outros casos. No jargão do mercado financeiro, o fundo é um investimento com alta liquidez: liquidez é a velocidade com que você consegue transformar sua aplicação em dinheiro.

FÁCIL ACESSO À INFORMAÇÃO

Finalmente, um fundo é obrigado pelas regras brasileiras a divulgar todas as informações que os investidores precisam para acompanhar suas aplicações. Desde os documentos que mostram no que o fundo vai investir, até ao valor que a aplicação registra a cada dia. Ou seja: você sempre sabe o que está acontecendo com o seu dinheiro, o fundo é uma opção de investimento muito transparente.

Fonte: www.comoinvestir.com.br

Últimas Notícias

Petrobras cria precedente perigoso ao não pagar dividendo

19/05/2015 21:23
Paulo Whitaker/Reuters Logo da Petrobras em frente prédio da companhia: a Petrobras informou que não pagaria dividendos para preservar o caixa Paula Arend Laier, da REUTERS São Paulo - O não pagamento de dividendos pela Petrobras aos acionistas preferencialistas pode...

Lula abriu Cuba às empresas brasileiras, diz Odebrecht

05/05/2015 21:32
Adalberto Roque/AFP Vista do porto cubano de Mariel: a Odebrecht liderou a construção do porto, um investimento de US$ 1 bilhão na ilha Blake Schmidt e Michael Smith, da Bloomberg O CEO da Odebrecht SA, Marcelo Odebrecht, disse que o conglomerado brasileiro de sua...

Petrobras termina 2014 com 5.200 funcionários a menos

26/04/2015 18:51
REUTERS/Sergio Moraes A queda mais expressiva de funcionários terceirizados deve ser explicada pela decisão da Petrobras de reduzir o ritmo de investimentos em 2014 André Magnabosco, do Estadão Conteúdo São Paulo - A crise que atingiu a Petrobras no ano passado colocou fim a uma...

Mastercard quer atingir milhões com acordo com Banco Mundial

23/04/2015 19:41
REUTERS/Soe Zeya Tun MasterCard: esse é um passo da estratégia da empresa de universalizar o acesso financeiro até 2020 Karin Salomão, de EXAME.com São Paulo - A MasterCard firmou uma parceria com uma instituição do Banco Mundial para atingir milhões de pessoas que ainda não têm...

OGPar depende de acordo com donos de plataformas

14/04/2015 21:29
Divulgação Plataforma de petróleo da OGX: segundo o presidente da empresa, a OGPar a empresa precisa fechar com urgência a negociação com os donos dos direitos de aluguel das plataformas Mariana Sallowicz, do Estadão Conteúdo Rio - Após fechar novo acordo na semana passada com os...

Fundos estrangeiros reduzem aplicação em ativos brasileiros

04/04/2015 15:00
FreeImage Dólar: expectativa de elevação dos juros pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, vem provocando realocação de carteiras Altamiro Silva Junior, do Estadão Conteúdo Nova York - O Brasil foi o país emergente que mais perdeu espaço nas carteiras dos fundos...

Arranjo de pagamento da Mastercard com Itaú começa neste ano

30/03/2015 14:53
Andrew Harrer/Bloomberg MasterCard: a bandeira fará a gestão do produto que é uma "evolução" em linha com o mercado de cartões que além de "grande", é "sofisticado" Aline Bronzati, do Estadão Conteúdo São Paulo - O novo arranjo de pagamentos de MasterCard e Itaú Unibanco,...

Petrobras contrata três bancos para vender ativos.

19/03/2015 15:37
Petrobras contrata três bancos para vender ativos Paulo Whitaker/Reuters Logotipo da Petrobras visto em refinaria em Cubatão: estatal precisa vender ativos para passar por 2015 sem acessar o mercado externo Cristiane Lucchesi e Sabrina Valle,...

As pedras no caminho de Levy: o ajuste está indo pra frente?

17/03/2015 16:43
Simon Dawson/Bloomberg   Joaquim Levy em conferência em Davos em janeiro de 2015 Simon Dawson/Bloomberg   São Paulo – No último 27 de novembro, momentos após ser confirmado como ministro da Fazenda, Joaquim Levy sentou na frente das câmeras e anunciou que o...

Vale transfere fatia em empresa na Guiné para BSG

14/03/2015 16:22
Divulgação Vale: empresa ressaltou que isso não significa qualquer renúncia no direito da mineradora de cobrar da BSGR a perda dos investimentos na parceria Da REUTERS São Paulo - A Vale informou que transferiu nesta sexta-feira sua participação acionária na joint venture...
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>