Títulos Públicos

Os títulos públicos fazem parte do mercado de títulos de renda fixa. Neste mercado, os títulos têm seus rendimentos ou juros conhecidos no momento da operação e no vencimento, há o retorno do principal acrescido do rendimento da operação. O emissor dos títulos públicos é o Governo Brasileiro por intermédio do Tesouro Nacional e sua negociação no mercado secundário é feita entre as instituições financeiras.

Os títulos de renda fixa, em geral, se caracterizam por devolver o principal investido, no vencimento da operação, pagando juros durante a existência do título. Por outro lado, alguns títulos de renda fixa são negociados por um preço que é dado pelo deságio sobre seu valor de resgate, sendo que neste caso, os juros estão implícitos e são refletidos no deságio da operação.

Os títulos públicos têm como objetivo prover recursos necessários à cobertura dos déficits orçamentários do governo. Também, são importantes instrumentos para a implementação da política monetária, uma vez que quando o Banco Central vende títulos está retirando dinheiro de circulação, e quando recompra os títulos, está colocando dinheiro em circulação.

O Tesouro Nacional, em parceria com a Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLC, disponibiliza uma plataforma de negociação dos títulos públicos para pessoas físicas, pela Internet, chamada de Tesouro Direto. Atualmente nesta plataforma são negociados diversos vencimentos de títulos públicos, entre eles as Letras Financeiras do Tesouro (LFT), as Letras do Tesouro Nacional (LTN) e as Notas do Tesouro Nacional (NTN). Nesta seção do site você poderá saber mais sobre as características destes títulos públicos.

Histórico da renda fixa

O histórico de instabilidade macroeconômica no Brasil concentrou a poupança privada no segmento de renda fixa nas últimas décadas. As incertezas relacionadas à trajetória das principais variáveis como câmbio, inflação e resultados fiscais do governo contribuíram para manutenção das taxas de juros domésticas em patamares elevados, atraindo os recursos dos investidores, geralmente a prazos extremamente curtos.

No entanto, a consolidação de um cenário estável nos últimos anos, com redução dos riscos para a economia, está alterando o padrão de financiamento com os títulos públicos.

O Tesouro Nacional vem alongando os prazos e mudando o perfil do conjunto dos títulos de sua responsabilidade. No mesmo sentido, com a perspectiva de estabilidade das taxas de juros, os investidores mudam sua percepção de risco, ou seja, consideram expor seus investimentos em renda fixa a prazos mais alongados e a diferentes tipos de remuneração, visando a auferir maiores ganhos. Da mesma forma, em épocas de crise, os investidores tendem a ficar mais criteriosos, com maior aversão ao risco, mesmo que a decisão represente ganhos menores. Essa escolha representa um conceito básico em finanças – a relação risco x retorno.

Nomenclatura associada a um titulo de renda fixa

Nomenclatura Associada

  • Valor de face ou valor nominal: é valor que o investidor receberá no vencimento do título e sobre o qual incide juros
  • Cupom de juros: valor periódico de juros pago ao investidor durante a vigência do título. A taxa do cupom (%) multiplicada pelo valor de face fornece o valor em dinheiro do cupom.

 

Exemplo 1: 
Cupom de juros = 10,00 %a.a. (ao ano) pagos anualmente
Valor de face = R$ 1.000,00
Juros = 10% x R$ 1.000,00 = R$ 100,00

Exemplo 2:
Cupom de juros = 14,00 %a.a (ao ano) pagos semestralmente
Valor de face = R$ 1.000,00
Juros = (14% ÷ 2) x R$ 1.000,00 = R$ 70,00

  • Preço de mercado (PU): é o preço que o título está sendo negociado.
  • Prazo de vencimento ou maturidade: é o prazo de resgate do título.
  • "TIR (Taxa Interna de Retorno): é a taxa interna de retorno do título, relacionando todos os fluxos de caixa futuros com o preço de mercado.
  • Emissor: é quem emite o título.
  • Credor: é o investidor que adquire este título.

Fonte: www.comoinvestir.com.br

Últimas Notícias

Embraer e Horizon Air fecham contrato de US$ 2,8 bi

12/04/2016 22:53
Divulgação/Embraer Jato E175, da Embraer: com esse contrato, a Embraer já vendeu 332 aviões E175 a companhias aéreas da América do Norte Da AFP A Embraer assinou um acordo com a americana Horizon Air para a venda de 30 aeronaves E175, por 2,8 bilhões de dólares a preço de...

Eletrobras contrata banco para vender ativos da Eletrosul

28/03/2016 22:57
Adriano Machado/Bloomberg Linhas de transmissão da Eletrobras: estatal quer levantar 2 bilhões com venda de ativos, que incluem usinas eólicas e linhas de transmissão da Eletrosul. Da REUTERS São Paulo/Rio de Janeiro - A estatal Eletrobras contratou o banco Credit Suisse para...

CSN é condenada a pagar multa de R$ 13 mi

13/02/2016 18:00
Douglas Engle/Bloomberg News CSN: siderúrgica leva multa por problemas em Usina Presidente Vargas Do Estadão Conteúdo Rio – A CSN foi condenada a pagar R$ 13 milhões por ter descumprido um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), segundo o Ministério Público do Rio de...

Fitch diz que resultado da Gol eleva risco de inadimplência

04/02/2016 20:22
Exame.com/Karin Salomão Gol: para a Fitch, o principal risco à nota da Gol é a deterioração da demanda, que deve sofrer pressão dado o ambiente econômico no Brasil Marcelo Osakabe, do Estadão Conteúdo São Paulo - Caso não ocorra novo aporte de capital por parte de seus...

Eletrobras vai avaliar ativos da Abengoa, diz presidente

26/01/2016 21:01
Divulgação Subestação Assis, da Abengoa Brasil: no Brasil, a Abengoa tem sua principal atuação na transmissão de energia, segmento em que a própria Eletrobras atua fortemente Leonardo Goy, da REUTERS Brasília - A estatal Eletrobras vai analisar a possibilidade de disputar ativos...

Rio Tinto pode tirar Vale do 1º lugar em produção de minério

24/01/2016 18:32
Yusuf Ahmad/Reuters Funcionário da Vale: Rio Tinto prevê que a produção de suas minas, incluindo as toneladas alocadas a parceiros, aumentará cerca de 7 por cento neste ano David Stringer, da Bloomberg A Rio Tinto está prestes a empatar com a Vale – ou até mesmo desbancá-la – no...

Terminal da Vale no Maranhão será o maior do mundo em 2018

06/01/2016 22:27
Minério de ferro no Terminal Marítimo da Ponta da Madeira, da Companhia Vale do Rio Doce Da REUTERS São Paulo - O porto de Ponta da Madeira (TMPM), operado pela mineradora Vale em São Luís (MA), que completa 30 anos de operação nesta quarta-feira, está em processo de expansão para...

Calotes deixam Petrobras com R$1 bi a receber, diz Aneel

07/12/2015 20:55
Ueslei Marcelino/Reuters Petrobras: documento lista os créditos de empresas do setor nas liquidações financeiras da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica Da REUTERS São Paulo - A suspensão de liquidações financeiras do mercado de energia elétrica e a inadimplência elevada...

CPFL vê onda de venda de ativos com estrangeiros na disputa

03/12/2015 21:21
Divulgação CPFL: a CPFL pode aproveitar para ampliar sua fatia no mercado brasileiro de distribuição, hoje em 13 por cento Luciano Costa, da REUTERS São Paulo - A CPFL Energia vê um cenário aquecido para vendas de ativos de geração e distribuição de energia no Brasil nos próximos...

BTG Pactual anuncia Persio Arida como CEO interino

25/11/2015 21:37
Flavio Santana/Biofoto/EXAME.com Pérsio Arida, do BTG Pactual: nomeação ocorreu após a Polícia Federal ter prendido nesta manhã o fundador e presidente-executivo do BTG Pactual, André Esteves Da REUTERS São Paulo - O BTG Pactual afirmou nesta quarta-feira que o Conselho de...
<< 1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>