Títulos Públicos

Os títulos públicos fazem parte do mercado de títulos de renda fixa. Neste mercado, os títulos têm seus rendimentos ou juros conhecidos no momento da operação e no vencimento, há o retorno do principal acrescido do rendimento da operação. O emissor dos títulos públicos é o Governo Brasileiro por intermédio do Tesouro Nacional e sua negociação no mercado secundário é feita entre as instituições financeiras.

Os títulos de renda fixa, em geral, se caracterizam por devolver o principal investido, no vencimento da operação, pagando juros durante a existência do título. Por outro lado, alguns títulos de renda fixa são negociados por um preço que é dado pelo deságio sobre seu valor de resgate, sendo que neste caso, os juros estão implícitos e são refletidos no deságio da operação.

Os títulos públicos têm como objetivo prover recursos necessários à cobertura dos déficits orçamentários do governo. Também, são importantes instrumentos para a implementação da política monetária, uma vez que quando o Banco Central vende títulos está retirando dinheiro de circulação, e quando recompra os títulos, está colocando dinheiro em circulação.

O Tesouro Nacional, em parceria com a Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLC, disponibiliza uma plataforma de negociação dos títulos públicos para pessoas físicas, pela Internet, chamada de Tesouro Direto. Atualmente nesta plataforma são negociados diversos vencimentos de títulos públicos, entre eles as Letras Financeiras do Tesouro (LFT), as Letras do Tesouro Nacional (LTN) e as Notas do Tesouro Nacional (NTN). Nesta seção do site você poderá saber mais sobre as características destes títulos públicos.

Histórico da renda fixa

O histórico de instabilidade macroeconômica no Brasil concentrou a poupança privada no segmento de renda fixa nas últimas décadas. As incertezas relacionadas à trajetória das principais variáveis como câmbio, inflação e resultados fiscais do governo contribuíram para manutenção das taxas de juros domésticas em patamares elevados, atraindo os recursos dos investidores, geralmente a prazos extremamente curtos.

No entanto, a consolidação de um cenário estável nos últimos anos, com redução dos riscos para a economia, está alterando o padrão de financiamento com os títulos públicos.

O Tesouro Nacional vem alongando os prazos e mudando o perfil do conjunto dos títulos de sua responsabilidade. No mesmo sentido, com a perspectiva de estabilidade das taxas de juros, os investidores mudam sua percepção de risco, ou seja, consideram expor seus investimentos em renda fixa a prazos mais alongados e a diferentes tipos de remuneração, visando a auferir maiores ganhos. Da mesma forma, em épocas de crise, os investidores tendem a ficar mais criteriosos, com maior aversão ao risco, mesmo que a decisão represente ganhos menores. Essa escolha representa um conceito básico em finanças – a relação risco x retorno.

Nomenclatura associada a um titulo de renda fixa

Nomenclatura Associada

  • Valor de face ou valor nominal: é valor que o investidor receberá no vencimento do título e sobre o qual incide juros
  • Cupom de juros: valor periódico de juros pago ao investidor durante a vigência do título. A taxa do cupom (%) multiplicada pelo valor de face fornece o valor em dinheiro do cupom.

 

Exemplo 1: 
Cupom de juros = 10,00 %a.a. (ao ano) pagos anualmente
Valor de face = R$ 1.000,00
Juros = 10% x R$ 1.000,00 = R$ 100,00

Exemplo 2:
Cupom de juros = 14,00 %a.a (ao ano) pagos semestralmente
Valor de face = R$ 1.000,00
Juros = (14% ÷ 2) x R$ 1.000,00 = R$ 70,00

  • Preço de mercado (PU): é o preço que o título está sendo negociado.
  • Prazo de vencimento ou maturidade: é o prazo de resgate do título.
  • "TIR (Taxa Interna de Retorno): é a taxa interna de retorno do título, relacionando todos os fluxos de caixa futuros com o preço de mercado.
  • Emissor: é quem emite o título.
  • Credor: é o investidor que adquire este título.

Fonte: www.comoinvestir.com.br

Últimas Notícias

Petrobras cria precedente perigoso ao não pagar dividendo

19/05/2015 21:23
Paulo Whitaker/Reuters Logo da Petrobras em frente prédio da companhia: a Petrobras informou que não pagaria dividendos para preservar o caixa Paula Arend Laier, da REUTERS São Paulo - O não pagamento de dividendos pela Petrobras aos acionistas preferencialistas pode...

Lula abriu Cuba às empresas brasileiras, diz Odebrecht

05/05/2015 21:32
Adalberto Roque/AFP Vista do porto cubano de Mariel: a Odebrecht liderou a construção do porto, um investimento de US$ 1 bilhão na ilha Blake Schmidt e Michael Smith, da Bloomberg O CEO da Odebrecht SA, Marcelo Odebrecht, disse que o conglomerado brasileiro de sua...

Petrobras termina 2014 com 5.200 funcionários a menos

26/04/2015 18:51
REUTERS/Sergio Moraes A queda mais expressiva de funcionários terceirizados deve ser explicada pela decisão da Petrobras de reduzir o ritmo de investimentos em 2014 André Magnabosco, do Estadão Conteúdo São Paulo - A crise que atingiu a Petrobras no ano passado colocou fim a uma...

Mastercard quer atingir milhões com acordo com Banco Mundial

23/04/2015 19:41
REUTERS/Soe Zeya Tun MasterCard: esse é um passo da estratégia da empresa de universalizar o acesso financeiro até 2020 Karin Salomão, de EXAME.com São Paulo - A MasterCard firmou uma parceria com uma instituição do Banco Mundial para atingir milhões de pessoas que ainda não têm...

OGPar depende de acordo com donos de plataformas

14/04/2015 21:29
Divulgação Plataforma de petróleo da OGX: segundo o presidente da empresa, a OGPar a empresa precisa fechar com urgência a negociação com os donos dos direitos de aluguel das plataformas Mariana Sallowicz, do Estadão Conteúdo Rio - Após fechar novo acordo na semana passada com os...

Fundos estrangeiros reduzem aplicação em ativos brasileiros

04/04/2015 15:00
FreeImage Dólar: expectativa de elevação dos juros pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, vem provocando realocação de carteiras Altamiro Silva Junior, do Estadão Conteúdo Nova York - O Brasil foi o país emergente que mais perdeu espaço nas carteiras dos fundos...

Arranjo de pagamento da Mastercard com Itaú começa neste ano

30/03/2015 14:53
Andrew Harrer/Bloomberg MasterCard: a bandeira fará a gestão do produto que é uma "evolução" em linha com o mercado de cartões que além de "grande", é "sofisticado" Aline Bronzati, do Estadão Conteúdo São Paulo - O novo arranjo de pagamentos de MasterCard e Itaú Unibanco,...

Petrobras contrata três bancos para vender ativos.

19/03/2015 15:37
Petrobras contrata três bancos para vender ativos Paulo Whitaker/Reuters Logotipo da Petrobras visto em refinaria em Cubatão: estatal precisa vender ativos para passar por 2015 sem acessar o mercado externo Cristiane Lucchesi e Sabrina Valle,...

As pedras no caminho de Levy: o ajuste está indo pra frente?

17/03/2015 16:43
Simon Dawson/Bloomberg   Joaquim Levy em conferência em Davos em janeiro de 2015 Simon Dawson/Bloomberg   São Paulo – No último 27 de novembro, momentos após ser confirmado como ministro da Fazenda, Joaquim Levy sentou na frente das câmeras e anunciou que o...

Vale transfere fatia em empresa na Guiné para BSG

14/03/2015 16:22
Divulgação Vale: empresa ressaltou que isso não significa qualquer renúncia no direito da mineradora de cobrar da BSGR a perda dos investimentos na parceria Da REUTERS São Paulo - A Vale informou que transferiu nesta sexta-feira sua participação acionária na joint venture...
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>