Ações do banco Dexia despencam com chance de cisão

04/10/2011 11:25

Os papéis recuam 21,54% com informações de problemas estruturais em sua carteira de ativos


R/DV/RS/Flickr

Dexia

Ontem, a agência de classificação de risco Moody's anunciou que está revisando o rating da instituição para possível rebaixamento

Bruxelas - As ações do banco franco-belga Dexia caem fortemente pelo segundo dia seguido, após o conselho da instituição informar que sua carteira de ativos está prejudicando-a de forma estrutural, num sinal de que pode haver uma cisão do banco. Às 9 horas (horário de Brasília), as ações do banco recuavam 21,54%.

 

Em um comunicado divulgado após uma reunião de emergência em Bruxelas que durou cinco horas, o conselho pediu que o CEO do Dexia, Pierre Mariani, "preparasse as medidas necessárias para resolver os problemas estruturais que prejudicam as atividades do grupo", sugerindo que o banco planeja uma divisão dos ativos.

Ontem, a agência de classificação de risco Moody's anunciou que está revisando o rating (nota) da instituição para possível rebaixamento, em consequência das dificuldades que o banco deve enfrentar para obter financiamento no mercado.

O comunicado do Dexia sinaliza que o banco, que já foi um dos maiores credores de governos locais, estuda medidas contra as quais vinha resistindo há muito tempo, incluindo uma cisão que aliviaria sua grande necessidade de financiamento de curto prazo. Segundo o Dexia, seu ativo imobilizado, que segundo os analistas inclui uma carteira ampla de empréstimos a autoridades locais em vários países, feitos antes da crise de 2008, "impactaram o grupo estruturalmente". Mas o banco afirmou por meio de um comunicado que esses ativos são de "boa qualidade".

Ajuda

Os governos da Bélgica e da França examinaram hoje a criação de um "banco ruim" para absorver os ativos do banco Dexia, afirmou o ministro das Finanças belga, Didier Reynders. Em entrevista à imprensa, Reynders disse que os dois governos estão prontos para ajudar o Dexia da maneira que for necessária. "Um banco ruim é uma das possibilidades. Nós examinamos isso com a administração do Dexia", afirmou o ministro. Segundo ele, eles também estão estudando a "consolidação da divisão bancária" do Dexia.

Reynders disse que a ajuda poderá ocorrer de inúmeras formas. A ajuda financeira pode ser por meio de garantias, recapitalização ou empréstimos. Tudo vai depender da proposta apresentada pela administração do Dexia, acrescentou.

O ministro declarou que os dois governos precisam assegurar que apoiam uma solução comum. Ele confirmou também que o Gabinete da Bélgica se reunirá ainda hoje para discutir a situação do Dexia. Segundo ele, "não há motivo de grande preocupação sobre esse grupo, se continuarmos a acelerar o processo de venda de ativos e de reorganização". No entanto, Reynders alertou que o atual ambiente poderá tornar a venda de ativos difícil.

 

Já o ministro das Finanças da França, François Baroin, disse que o Dexia já está no caminho para conseguir limpar seus balanços. "Desde 2008, a administração tem adotado uma política para reduzir os ativos que eram complicados, tóxicos e difíceis. Essa política avançou. A dificuldade de acessar liquidez agora cria uma complicação a mais", destacou Baroin. As informações são da Dow Jones.

 

 

Últimas Notícias

Ethiopian Airlines considera comprar aviões da Embraer

23/11/2015 23:30
©afp.com / Jenny Vaughan Ethiopian Airlines: empresa planeja quase que sobrar sua frota até 2025 Da REUTERS Montreal - A Ethiopian Airlines, maior companhia aérea da África, quer comprar 10 aviões de fuselagem estreita e está considerando jatos da brasileira Embraer e da...

Governo prepara capital bilionário para a Petrobras

20/11/2015 13:43
Paulo Whitaker/Reuters Reforço de capital: o aporte será via IHCD, uma operação que funciona como um contrato de crédito praticamente sem data de vencimento Adriana Fernandes e Mônica Ciarelli, do Estadão Conteúdo Brasília e Rio - O governo estuda um reforço bilionário na...

Petrobras negocia financiamentos de US$1,84 bi com agências

16/11/2015 21:48
REUTERS/Sergio Moraes Sede da Petrobras no Rio: a Petrobras afirmou que as operações estão em linha com sua estratégia de diversificação de fontes de financiamento Da REUTERS Rio de Janeiro - A Petrobras está concluindo negociações com agências de crédito internacionais em...

Cemig lucra R$ 166,954 milhões no 3º trimestre

14/11/2015 12:17
Arquivo Cemig: no acumulado de janeiro a setembro o lucro da companhia atingiu R$ 2,185 bilhões, alta de 8,21% sobre igual intervalo de 2014 André Magnabosco, do Estadão Conteúdo São Paulo - A estatal mineira Cemig acumulou lucro líquido de R$ 166,954 milhões no terceiro...

Prejuízo da Rossi diminui 35% no 3º trimestre

10/11/2015 21:07
Divulgação Rossi Residencial: receita líquida alcançou R$ 259,4 milhões, queda de 37,4% na comparação anual Fátima Laranjeira, do Estadão Conteúdo A Rossi Residencial registrou prejuízo líquido de R$ 171,1 milhões no terceiro trimestre de 2015, valor 35% menor do que as perdas de...

Valor de ativos à venda no Brasil chega a R$ 150 bilhões

08/11/2015 19:57
Ueslei Marcelino/Reuters Só a Petrobras quer levantar US$ 15,1 bilhões em 2015 e 2016 com a venda de ativos Naiana Oscar e Mônica Scaramuzzo, do Estadão Conteúdo São Paulo - O Brasil tem, neste momento, cerca de R$ 150 bilhões em ativos à venda, segundo cálculos feitos por bancos...

Lucro da Tractebel cai 35% no 3° tri para R$347,6 m

06/11/2015 19:01
Arquivo Tractebel Energia Tractebel: lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da companhia somou 771,7 milhões de reais no terceiro trimestre Da REUTERS São Paulo - A geradora Tractebel Energia reportou...

CCR tem queda de 28,6% no lucro do 3º trimestre

27/10/2015 21:29
Wikimedia Commons CCR: companhia obteve melhora no resultado operacional no período Da REUTERS São Paulo - A companhia de concessões de infraestrutura CCR teve queda de 28,6 por cento no lucro líquido do terceiro trimestre na comparação anual, a 247 milhões de reais, em resultado...

Assembleia de Deus vai lançar operadora de celular

30/09/2015 21:07
Getty Images Celular: a mais nova operadora virtual do país vai se chamar Mais AD e tem parceria com a Movtte Da REUTERS São Paulo - A Assembleia de Deus, que tem cerca de 18 milhões de fiéis no Brasil, vai lançar uma operadora de celular que utilizará capacidade de rede da...

BTG conclui compra de suíço BSI por US$1,29 bi, diz fonte

15/09/2015 19:44
Gustavo Kahil / Exame.com BTG Pactual: o grupo liderado por André Esteves anunciou nesta terça-feira ter pago 1,25 bilhão de francos suíços para selar a compra Aluísio Alves e Guillermo Parra-Bernal, da REUTERS São Paulo - O BTG Pactual concluiu a compra da gestora suíça de...
<< 1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>