Ações que podem disparar com a entrada de dinheiro chinês

11/01/2011 15:32

OGX e HRT podem subir forte no curto prazo com a venda de partes dos blocos exploratórios

 

repsol-divulga2-460-jpg.JPG

Chinesa Sinopec comprou 40% da Repsol Brasil em 2010 por US$ 7,1 bilhões

São Paulo – Os chineses estão sedentos por petróleo e é essa sede que pode levar as ações da OGX (OGXP3) e HRT Participações (HRTP3) a uma forte alta no curto prazo. As empresas já anunciaram a intenção de vender parte dos blocos de exploração que detêm no Brasil e que estão em negociações com vários interessados.

 

Na semana passada, a gigante chinesa de petróleo China National Offshore (CNOOC) afirmou que pretende gastar entre US$ 121 a US$ 151 bilhões até 2015 na compra de empresas estrangeiras de empresas de petróleo e no investimento em produção nova, o que reacende a expectativa por um novo movimento de fusão ou aquisição no setor no Brasil.

No ano passado, a Repsol Brasil – que estava com um pedido de oferta inicial de ações – vendeu 40% da empresa por US$ 7,1 bilhões, o que corresponde a 15 dólares por barril de óleo equivalente. Em relatório publicado hoje, a equipe do Santander revelou cálculos do potencial de valorização das ações da OGX e da HRT caso elas vendam parte das suas operações.

“Um farm-out em potencial para a OGX e a HRT podem ser catalisadores chave para essas ações no curto prazo, em nossa visão”, afirmam os analistas Christian Audi e Vicente Falanga Neto. Segundo eles, as ações da OGX negociam hoje a um valor de US$ 4 a US$ 6 o barril de óleo equivalente, enquanto os papéis da HRT são negociados a US$ 4,10.

Desta forma, segundo o Santander, uma possível venda poderia levar uma alta de 41% a 105% para as ações da OGX. Para a HRT, a variação ficaria entre -2% e 34%. A recomendação para os papéis da OGX é de compra, com um preço-alvo de 33 reais. Os papéis da HRT também possuem a indicação de compra, com um preço-alvo de 1.980 reais.

Listada na bolsa desde outubro deste ano, a HRT é uma empresa brasileira em caráter pré-operacional, porém em uma fase ainda mais inicial que a da OGX Petróleo, de Eike Batista. A empresa captou aproximadamente 2,6 bilhões de reais no IPO e possui reservas na Bacia do Solimões e na Namíbia. A OGX ainda não deu data sobre a possível venda, mas disse em nota que “o processo de venda de participação minoritária (farm‐out) nos blocos na bacia de Campos segue em andamento durante o ano de 2011”.

Últimas Notícias

Os 10 maiores bilionários brasileiros de 2019, segundo a Forbes

25/09/2019 17:40
A lista da Forbes conta com um número recorde de bilionários este ano: são 206 no país, 26 a mais que no ano anterior Por Karin Salomão access_time25 set 2019, 16h00 O empresário Jorge Paulo Lemann, sócio do 3G Capital, quase perdeu o posto do homem mais rico do Brasil, que ocupa há sete...

Natura confirma negociação para compra da Avon via troca de ações

22/05/2019 17:13
Empresa ponderou que não há como garantir que vai concluir de fato a transação Avon: Natura confirmou a informações de que está negociando a compra da rival norte-americana (Brendan McDermid/Reuters) São Paulo – A Natura confirmou nesta quarta-feira informações da imprensa de que...

Bolsa sobe com negociação EUA-China e reforma da Previdência

09/01/2019 11:41
Às 10:04, o Ibovespa subia 0,13 por cento, a 92.148,68 pontos Por Reuters Bovespa: bolsa sobe (Paulo Whitaker/Reuters) São Paulo – A bolsa paulista começava a quarta-feira com o Ibovespa em alta, alinhada ao tom positivo no exterior, em meio a expectativas de que Estados...

J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading

22/01/2018 18:51
J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading Leniência do grupo, fechada no final de maio do ano passado, prevê o pagamento de uma multa recorde no valor de 10,3 bilhões de reais durante 25 anos. J&F: acordo de leniência ficou em xeque após os irmãos...

Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC

30/11/2017 16:31
Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC As despesas da Caixa com pessoal somaram R$ 5,59 bi entre julho e setembro, número praticamente em linha com o mesmo período do ano passado Por Aluisio Alves, da Reuters Caixa: a soma das receitas com tarifas e...

Excesso de liquidez pressiona grandes bancos brasileiros

30/11/2017 15:57
Os maiores bancos do Brasil têm tantos ativos de alta liquidez que estão tentando se livrar deles. Por Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da Bloomberg Pessoas passam por agência do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (Pilar Olivares/Reuters) Os maiores Bancos do...

Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar

05/07/2017 18:26
Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar Os irmãos que estão no epicentro do mais recente escândalo de corrupção do Brasil compraram as participações de suas três irmãs na J&F Investimentos Por Gerson Freitas Jr., Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da...

Gávea Investimentos negocia venda de fatia na Azul, dizem fontes

08/12/2016 10:57
Segundo fontes, a Gávea quer vender sua participação na Azul e os atuais acionistas devem comprar a fatia Por Fabiola Moura e Jessica Brice, da Bloomberg     Azul: participação da Gávea na empresa foi avaliada em R$ 212,5 milhões (Getty Images) A gestora de ativos brasileira Gávea...

Gol tem queda de 6,7% na oferta doméstica.

12/08/2016 10:57
  São Paulo - A Gol registrou queda de 6,7% na oferta doméstica em julho em comparação com o mesmo mês de 2015. A companhia justificou em comunicado que o dado "seguiu a tendência de adequação". Houve retração também no acumulado do ano até julho, de 6,4% comparativamente a...

Kroton aumenta oferta pela Estácio e se aproxima de fusão

02/07/2016 16:18
Ricardo Moraes/Reuters Estácio: se concretizado, o negócio com a Kroton é avaliado em R$ 5,5 bilhões Cátia Luz, do Estadão Conteúdo Fernanda Guimarães, do Estadão Conteúdo Gabriela Melo e Márcio Rodrigues, do Estadão Conteúdo São Paulo - Líder do ensino superior privado do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>