2012 é o ano para a Hypermarcas entregar resultados – e não repetir 2011

23/12/2011 11:26

Nesse ano, empresa perdeu valor, vendeu ativos e manteve dividiu sua operação em duas frentes


Beatriz Olivon, de

Lia Lubambo

produtos da hypermarcas

Produtos da Hypermarcas: a empresa, que já esteve perto de ser a “Unilever Brasileira”, hoje está mais próxima da Pfizer, segundo Marcelo Gomes, diretor da Alvarez & Marsal

São Paulo – Em 2011, a Hypermarcas deu um passo para trás em suas aquisições. Não, a empresa não parou de comprar, mas se desfez de alguns ativos a fim de manter o foco do seu negócio em medicamentos e produtos de higiene e beleza. Agora, o mercado quer ver resultados.

“A companhia não tem mais espaço para repetir os erros de 2011”, segundo relatório do Banco Fator assinado pelos analistas Iago Whately e Gabriel De Gaetano. Nesse ano, o valor da Hypermarcas caiu pela metade. A empresa apresentou resultados difíceis nos três primeiros trimestres - no terceiro, por exemplo, ela registrou prejuízo de 190,5 milhões de reais, revertendo lucro líquido de 78 milhões de reais do mesmo período de 2010. “Precisamos ver o resultado desse ano completo. Se vão entregar (bons resultados) agora”, disse Francisco Chevez, analista do HSBC.

A empresa, que já esteve perto de ser a “Unilever Brasileira”, hoje está mais próxima da Pfizer, segundo Marcelo Gomes, diretor da Alvarez & Marsal. A companhia passou o ano de 2010 comprando marcas de sabonetes, medicamentos, fraldas e outros produtos de higiene e beleza e se desfez de alguns ativos como a Etti, de alimentos. 

Nos últimos três anos, a Hypermarcas comprou mais de 20 empresas. “Talvez a administração tenha sido muito otimista sobre o que poderia fazer com essas empresas no curto prazo”, disse Chevez. A própria empresa reconhece que, em 2011, a integração das forças de vendas foi mais desafiadora que o previsto. Ativos como a Etti, de alimentos, e Assim, Gato, Fluss, Sanifleur e Mat Inset, de higiene e limpeza, foram vendidas. 

A Hypermarcas também destacou como ponto negativo do ano a demora para implementar sua nova política comercial. No início deste ano, a empresa aumentou os preços e reduziu os prazos de pagamento para os atacadistas. A nova política comercial afetou os resultados do segundo e terceiro trimestres, e também a fez rever a projeção de lucro operacional para 2011, que foi reduzida de 1 bilhão de reais para 700 milhões de reais. Para 2012, a estimativa está em 850 milhões de reais.

A Hypermarcas ainda é muito diversificada, na opinião de Marcelo Gomes, diretor da Alvarez & Marsal. “A empresa não tem DNA hoje. É um conjunto de empresas”, disse. Mas 2011 também foi o ano em que ela dividiu sua operação em duas unidades distintas de negócios: uma do ramo farmacêutico, a outra voltada para consumo.

Sobreviver

Em um ambiente de desaceleração da economia e retração do crédito corporativo, a empresa teria dificuldade para sustentar seu elevado patamar de alavancagem financeira e acompanhar a agressividade da concorrência, segundo o relatório do Banco Fator. Por isso, os analistas veem como positiva a venda de ativos como a Etti.

A empresa tem no horizonte um futuro sólido, segundo Chevez, mas para isso “tem que sobreviver agora”, disse. Um ponto positivo para a empresa na visão do analista são as marcas fortes e produtos líderes que estão no seu portfólio. Para o Banco Fator, o desempenho da Hypermarcas no próximo ano poderá ser impulsionado pela expansão da renda no Brasil, venda de ativos no segmento de limpeza e alimentos e alavancagem financeira.

 

Últimas Notícias

Petrobras cria precedente perigoso ao não pagar dividendo

19/05/2015 21:23
Paulo Whitaker/Reuters Logo da Petrobras em frente prédio da companhia: a Petrobras informou que não pagaria dividendos para preservar o caixa Paula Arend Laier, da REUTERS São Paulo - O não pagamento de dividendos pela Petrobras aos acionistas preferencialistas pode...

Lula abriu Cuba às empresas brasileiras, diz Odebrecht

05/05/2015 21:32
Adalberto Roque/AFP Vista do porto cubano de Mariel: a Odebrecht liderou a construção do porto, um investimento de US$ 1 bilhão na ilha Blake Schmidt e Michael Smith, da Bloomberg O CEO da Odebrecht SA, Marcelo Odebrecht, disse que o conglomerado brasileiro de sua...

Petrobras termina 2014 com 5.200 funcionários a menos

26/04/2015 18:51
REUTERS/Sergio Moraes A queda mais expressiva de funcionários terceirizados deve ser explicada pela decisão da Petrobras de reduzir o ritmo de investimentos em 2014 André Magnabosco, do Estadão Conteúdo São Paulo - A crise que atingiu a Petrobras no ano passado colocou fim a uma...

Mastercard quer atingir milhões com acordo com Banco Mundial

23/04/2015 19:41
REUTERS/Soe Zeya Tun MasterCard: esse é um passo da estratégia da empresa de universalizar o acesso financeiro até 2020 Karin Salomão, de EXAME.com São Paulo - A MasterCard firmou uma parceria com uma instituição do Banco Mundial para atingir milhões de pessoas que ainda não têm...

OGPar depende de acordo com donos de plataformas

14/04/2015 21:29
Divulgação Plataforma de petróleo da OGX: segundo o presidente da empresa, a OGPar a empresa precisa fechar com urgência a negociação com os donos dos direitos de aluguel das plataformas Mariana Sallowicz, do Estadão Conteúdo Rio - Após fechar novo acordo na semana passada com os...

Fundos estrangeiros reduzem aplicação em ativos brasileiros

04/04/2015 15:00
FreeImage Dólar: expectativa de elevação dos juros pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, vem provocando realocação de carteiras Altamiro Silva Junior, do Estadão Conteúdo Nova York - O Brasil foi o país emergente que mais perdeu espaço nas carteiras dos fundos...

Arranjo de pagamento da Mastercard com Itaú começa neste ano

30/03/2015 14:53
Andrew Harrer/Bloomberg MasterCard: a bandeira fará a gestão do produto que é uma "evolução" em linha com o mercado de cartões que além de "grande", é "sofisticado" Aline Bronzati, do Estadão Conteúdo São Paulo - O novo arranjo de pagamentos de MasterCard e Itaú Unibanco,...

Petrobras contrata três bancos para vender ativos.

19/03/2015 15:37
Petrobras contrata três bancos para vender ativos Paulo Whitaker/Reuters Logotipo da Petrobras visto em refinaria em Cubatão: estatal precisa vender ativos para passar por 2015 sem acessar o mercado externo Cristiane Lucchesi e Sabrina Valle,...

As pedras no caminho de Levy: o ajuste está indo pra frente?

17/03/2015 16:43
Simon Dawson/Bloomberg   Joaquim Levy em conferência em Davos em janeiro de 2015 Simon Dawson/Bloomberg   São Paulo – No último 27 de novembro, momentos após ser confirmado como ministro da Fazenda, Joaquim Levy sentou na frente das câmeras e anunciou que o...

Vale transfere fatia em empresa na Guiné para BSG

14/03/2015 16:22
Divulgação Vale: empresa ressaltou que isso não significa qualquer renúncia no direito da mineradora de cobrar da BSGR a perda dos investimentos na parceria Da REUTERS São Paulo - A Vale informou que transferiu nesta sexta-feira sua participação acionária na joint venture...
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>