Bolsa brasileira é a primeira dos BRIC a entrar no 'bear market’

28/07/2011 16:31

A entrada ocorreu após a inflação se acelerar e o governo adotar novas medidas para conter a apreciação do real


Alexander Cuadros e Ney Hayashi, da

Luciana Cavalcanti/Você S.A.

Bovespa

Além da Bovespa, nenhum outro índice de ações dos países que compõem o BRIC chegou a recuar 20% este ano

São Paulo - As ações brasileiras tornaram-se as primeiras entre as maiores economias emergentes a entrar no chamado bear market este ano após a inflação se acelerar e o governo adotar novas medidas para conter a apreciação do real.


Ontem, o Ibovespa caiu 1,8 por cento para 58.288,46, acumulando uma perda de 20 por cento em relação ao pico de novembro. Nenhum outro índice de ações dos países que compõem o BRIC chegou a recuar 20 por cento este ano em relação ao máximo do período de valorização anterior, o chamado de bull-market, na definição clássica de bear market.

As ações brasileiras recuaram em meio à maior inflação desde 2005 mesmo depois de o Banco Central ter elevado a taxa básica de juros oito vezes em 15 meses. Os papéis de bancos caíram após o BC ter aumentado o compulsório e a taxação sobre empréstimos ao consumidor para frear a expansão do crédito.

“De certa forma é algo desconcertante que esteja tudo tão ruim”, disse Arthur Byrnes, que ajuda a administrar US$ 800 milhões como presidente do conselho de administração da Deltec Asset Management em New York. “As pessoas pensam que o Brasil está administrando o combate à apreciação cambial de maneira mal feita. Acredito que seja uma oportunidade de compra. Estamos perto de um ponto em que a inflação atingirá o pico.”

Ontem, o dólar subiu 1,1 por cento, para R$ 1,5556, após o governo anunciar a taxação sobre alguns investimentos em derivativos cambiais.

“O governo tem sido muito ansioso em buscar maneiras de controlar o crescimento e a inflação sem exercer mais pressão sobre o câmbio”, disse John Lomax, estrategista de mercados emergentes do HSBC Holdings Plc, em entrevista por telefone de Londres. “Este é outro exemplo de que eles estão tentando encontrar maneiras de evitar a apreciação cambial sem subir os juros.”

Bear Market

O Ibovespa é o primeiro índice referencial entre os 10 maiores mercados em termos de capitalização a entrar no bear após o japonês Nikkei-225 ter afundado mais de 20 por cento em relação a seu pico de 15 de março deste ano após o terremoto que danificou usinas nucleares do país.

Desde janeiro, o Ibovespa acumula uma queda de 16 por cento. O índice russo Micex tem um ganho de 1 por cento, enquanto o Sensex da Índia recua 10 por cento e o chinês Shanghai Composite perde 3 por cento.

Construtoras, varejistas, empresas de petróleo e siderúrgicas estão entre as ações do Ibovespa que mais perderam desde a máxima de novembro.

A Gafisa SA, terceira maior construtora do País em receita, afundou 51 por cento desde 4 de novembro influenciada pela mínima histórica do desemprego que elevou os custos trabalhistas. A B2W Cia. Global do Varejo, maior varejista online do Brasil, perdeu 53 por cento no período. O Banco Santander Brasil SA, unidade local do maior banco espanhol, acumula baixa de 42 por cento.

Desempenho mais fraco

O desempenho mais fraco do Ibovespa começou no início do ano passado. O índice acumulou alta de 1 por cento em 2010, o pior desempenho já registrado em relação ao índice da MSCI Inc. que mede as ações de 21 países em desenvolvimento. Em 2009, o índice brasileiro disparou 83 por cento com a recuperação do Brasil em relação à crise financeira global.

Desde 4 de novembro, o índice MSCI de mercados emergentes perdeu 0,2 por cento.

O real acumula uma apreciação 49 por cento sobre o dólar desde o final de 2008, a maior alta entre as 25 moedas de mercados emergentes acompanhadas pela Bloomberg, com os investidores atraídos pela segunda taxa de juros real mais alta do mundo. Isso deflagrou um cabo de guerra em que o BC tenta ajudar os exportadores enfraquecendo a moeda brasileira, enquanto a elevação do juro básico atrai dólares para o País.

“A combinação de inflação com moeda forte está criando algumas questões reais”, disse Lomax. “Se eles tentarem encontrar maneiras de enfraquecer o real, essas medidas não convencionais, também acabam sendo ruins para as ações.”

Inflação

A inflação atingiu 6,71 por cento nos 12 meses até junho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Desde abril de 2010, o BC elevou a Selic em 3,75 pontos percentuais, para 12,50 por cento.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, que alertou para uma “guerra cambial” entre países desenvolvidos e emergentes, triplicou a alíquota do imposto sobre as aplicações de estrangeiros em renda fixa no Brasil para 6 por cento no ano passado. Em 2009, Mantega já havia taxado em 2 por cento as compras de ações e dívida por estrangeiros.

Como parte das medidas cambiais anunciadas ontem, o governo determinou alíquota de 1 por cento de Imposto sobre Operação Financeira em algumas posições vendidas que excederem as compradas. A alíquota poderá ser aumentada em até 25 por cento se necessário, segundo Medida Provisória publicada no Diário Oficial da União.

O Ibovespa é negociado a 9,5 vezes as estimativas de lucros dos analistas, nível mais baixo desde março de 2009, segundo dados semanais compilados pela Bloomberg. A taxa do índice MSCI de Mercado emergentes é de 10,9. Com isso a diferença entre os dois índices é a maior em mais de dois anos.