Brasil vai ser 5ª economia do mundo antes de 2015, diz Mantega

24/07/2013 17:17

Ministro da Fazenda destacou que a velocidade de crescimento do País é o dobro da registrada na Europa e disse esperar melhora nas condições econômicas do Brasil em 2012

27 de dezembro de 2011 | 13h 11

Ricardo Leopoldo, da Agência Estado

SÃO PAULO - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta terça-feira, 27, que em menos de quatro anos o Brasil será a quinta maior economia do mundo, em termos de Produto Interno Bruto (PIB), superando a França. "O FMI prevê que o Brasil será a quinta economia em 2015, mas acredito que isso ocorrerá antes", disse.

O ministro ponderou, no entanto, que ainda é preciso melhorar o padrão de vida da população para que fique perto do que é registrado pelos países mais ricos do mundo - Ueslei Marcelino/ReutersUeslei Marcelino/Reuters

O ministro ponderou, no entanto, que ainda é preciso melhorar o padrão de vida da população para que fique perto do que é registrado pelos países mais ricos do mundo

Mantega ressaltou que a velocidade de crescimento do Brasil é o dobro da registrada pelos países europeus. "Portanto, é inexorável que nós passemos a França e no futuro, quem sabe, a Alemanha, se ela não tiver um desempenho melhor", disse. O ministro reafirmou que de 2003 a 2010, o crescimento do País ficou ao redor de 4% e que, em 2012, esse patamar será retomado, pois estima que o PIB deve avançar de 4% a 5%.

 

Ontem, o jornal britânico The Guardian, citando um estudo do Centro de Pesquisa para Economia e Negócios (CEBR, em inglês), indicou que o País já é a sexta economia global, à frente do Reino Unido.

 

O ministro ressaltou que o Brasil está no caminho certo, pois tem um alto nível de geração de emprego, inflação sob controle, "está na vanguarda do crescimento" e deve apresentar condições econômicas melhores em 2012 do que neste ano. "O importante é que estaremos crescendo mais em 2012 do que em 2011", comentou. "O câmbio estará melhor e o crédito estará mais barato".

 

Questionado pela Agência Estado se os juros também estarão menores, Mantega afirmou que haverá redução do custo financeiro das operações relacionadas aos consumidores, mas não se manifestou sobre a Selic, atualmente em 11% ao ano. Na última quinta-feira, o diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Vasconcelos, afirmou que "se for necessário, vai haver aumento da taxa de juro. Não sei quando", referindo-se à eventualidade de o nível de atividade ficar muito aquecido e, em algum momento do futuro, aumentar bastante as pressões sobre a inflação.

 

O ministro da Fazenda, contudo, foi realista e manifestou que a renda per capita do Brasil precisa avançar para que o padrão de vida da população melhore e fique perto do que é registrado pelos países mais ricos do mundo. "Mas já estamos melhorando bem", comentou.

Texto atualizado às 16h41

Últimas Notícias

Desafios da Petrobras ficam mais difíceis, diz Credit Suisse

11/09/2015 00:26
Dado Galdieri/Bloomberg Petrobras: de acordo com o banco, pesam sobre a companhia sua necessidade de financiamento de US$ 25 bilhões por ano Antonio Pita, do Estadão Conteúdo Rio - O cenário que já era delicado e preocupante para a Petrobras ficou ainda mais difícil após o...

Gerdau reajusta preços de aços longos, dizem fontes

08/09/2015 22:34
Paulo Fridman/Bloomberg News Gerdau: notificação do reajuste ocorreu entre o fim de agosto e o início deste mês Da REUTERS São Paulo - A Gerdau comunicou aos distribuidores de produtos siderúrgicos um aumento de cerca de 15 por cento nos preços de toda a sua linha de aços longos,...

Walmart vai parar de vender fuzis e outras armas nos EUA

26/08/2015 20:41
Joshua Lott/Files/Reuters Fuzil AR-15 em exposição Jonas Carvalho, de EXAME.com São Paulo – O Walmart informou hoje que vai parar de vender armas semiautomáticas em suas lojas nos Estados Unidos. O maior vendedor de armas e munições americano diz que a decisão é somente comercial e...

CCX obtém novo prazo para desenvolver concessão na Colômbia

28/07/2015 20:41
Divulgação CCX explora carvão na Colômbia: empresa declarou que o prazo para apresentação do plano foi prorrogado para setembro de 2017 Da REUTERS Rio de Janeiro - A mineradora CCX Colômbia informou nesta terça-feira que obteve permissão da Agencia Nacional de Mineria da Colômbia...

Santander reformula pacotes de conta corrente

21/07/2015 21:03
Getty Images Com a mudança, o cliente do Santander poderá escolher entre dois tipos de pacotes de serviços de conta corrente Aline Bronzati, do Estadão Conteúdo São Paulo - O Santander reformulou seus pacotes de conta corrente, lançados há dois anos, e vai permitir que a tarifa...

Com crescimento lento, empresas buscam fusões e aquisições

22/06/2015 21:24
Giuseppe Cacace/Getty Images Parmalat: compra da área de laticínios da BRF por R$ 1,8 bilhão foi uma das transações feitas no Brasil este ano Luísa Melo, de EXAME.com São Paulo - Em tempos de crise e queda no consumo, como agora, crescer organicamente é uma tarefa...

Marfrig dispara após venda bilionária para dona da Friboi

22/06/2015 15:20
                  O negócio segue a estratégia da JBS de crescer em alimentos processados São Paulo - As ações ordinárias da Marfrig lideravam a alta do Ibovespa nesta...

Crise não preocupa no longo prazo, diz presidente da Ambev

02/06/2015 20:44
Germano Lüders / EXAME Fábrica da Ambev: previsão é gastar R$ 3 bilhões neste ano, no mesmo patamar de 2014. Fernanda Nunes, do Estadão Conteúdo Rio de Janeiro - A crise econômica no Brasil não deve afetar os negócios da cervejaria Ambev neste ano, afirmou nesta...

Citi descarta comprar HSBC e vender Elavon no Brasil

27/05/2015 23:38
Mario Tama/Getty Images Prédio Citigroup Center: o banco está poupando dinheiro, pois prevê que os índices de inadimplência do setor bancário no país devem crescer nos próximos trimestres Da REUTERS São Paulo - O Citi já tomou as decisões importantes em termos de alienação de...

Com aumento de impostos, bancos têm semana trágica na Bolsa

25/05/2015 11:45
  RecomendeCompartilhar no TwitterCompartilhar no Google+Compartilhar no LinkedIn 1.148 views0 Salvar notícia Getty Images São Paulo - A expectativa de que o governo aumentaria os impostos das instituições financeiras impactaram as ações...
<< 2 | 3 | 4 | 5 | 6 >>