Caixa precisará de injeção de até R$ 25 bi, dizem fontes

06/06/2016 23:40

Andrevruas/Wikimedia Commons

Agência da Caixa

Agência da Caixa: banco necessita de uma injeção de capital de até R$ 25 bilhões (US$ 7 bilhões), ou cerca de 2 por cento da arrecadação federal em 2015, segundo um analista

Cristiane Lucchesi e Francisco Marcelino, da Bloomberg

Em seu primeiro mês como presidente interino do Brasil, Michel Temer enfrenta um déficit orçamentário recorde, uma dívida crescente, escândalos de corrupção e o vírus Zika.

E ainda assim pode ter que separar parte de seu tempo para pensar no resgate multibilionário do segundo maior banco do país.

A Caixa Econômica Federal, o banco estatal no qual o Brasil confia para ajudar a estimular a economia, vai precisar de uma injeção de recursos do governo nos próximos 12 a 18 meses, dizem analistas que estudaram seu balanço. A pior recessão em um século piorou a qualidade da carteira de empréstimos do banco com sede em Brasília, com alta das taxas de inadimplência ao mesmo tempo em que novas normas regulatórias estão elevando as exigências de capital.

O banco necessita de uma injeção de capital de até R$ 25 bilhões (US$ 7 bilhões), ou cerca de 2 por cento da arrecadação federal em 2015, segundo um analista de bancos do setor privado.

A injeção terá que ocorrer em 12 ou 18 meses, prevê o analista, que pediu para não ser identificado porque as estimativas não são públicas.

“O capital é a principal preocupação neste momento”, disse Arjun Bowry, analista da Bloomberg Intelligence, em entrevista, acrescentando que o governo “certamente” terá de cobrir o déficit. “Nos últimos 12 meses, o capital principal nível 1 da Caixa foi reduzido em 130 pontos-base. Isso não é sustentável”.

Bowry diz que o banco não gera lucros suficientes para cobrir a diferença e tem apenas um “espaço limitado” para aumentar as margens de lucro no crédito aos consumidores, que já enfrentam dificuldades para pagar suas dívidas. A receita com tarifas tem ficado abaixo das previsões e as vendas de ativos não farão uma diferença significativa para as necessidades de capital do banco, segundo ele.

Uma opção em análise seria transferir alguns negócios da Caixa para o Banco do Brasil, segundo outra das pessoas com conhecimento do assunto, que disse que as propostas ainda são muito preliminares.

CLIQUE AQUI E TESTE SUA PLATAFORMA DE NEGOCIAÇÃO GRÁTIS.

De acordo com o plano, a Caixa continuaria oferecendo várias de suas atuais linhas de negócios, incluindo crédito imobiliário, e transferiria ao BB operações como crédito corporativo, disse essa pessoa, pedindo para também não ser identificada por discutir propostas que não são públicas. Na semana passada, a revista Exame reportou que havia em análise um plano de transferência de alguns ativos para o BB.

O novo presidente da Caixa, Gilberto Occhi, que assumiu em 1º de junho, disse após a sua cerimônia de posse que não vê necessidade de injeção de capital a curto ou médio prazos. Occhi disse que planeja encontrar novas fontes de recursos para o banco, como securitizações.

Um representante da Caixa não quis comentar sobre projeções de analistas para a necessidade de injeção de capital, nem sobre o plano de transferir alguns negócios para o Banco do Brasil.

 

Últimas Notícias

Desafios da Petrobras ficam mais difíceis, diz Credit Suisse

11/09/2015 00:26
Dado Galdieri/Bloomberg Petrobras: de acordo com o banco, pesam sobre a companhia sua necessidade de financiamento de US$ 25 bilhões por ano Antonio Pita, do Estadão Conteúdo Rio - O cenário que já era delicado e preocupante para a Petrobras ficou ainda mais difícil após o...

Gerdau reajusta preços de aços longos, dizem fontes

08/09/2015 22:34
Paulo Fridman/Bloomberg News Gerdau: notificação do reajuste ocorreu entre o fim de agosto e o início deste mês Da REUTERS São Paulo - A Gerdau comunicou aos distribuidores de produtos siderúrgicos um aumento de cerca de 15 por cento nos preços de toda a sua linha de aços longos,...

Walmart vai parar de vender fuzis e outras armas nos EUA

26/08/2015 20:41
Joshua Lott/Files/Reuters Fuzil AR-15 em exposição Jonas Carvalho, de EXAME.com São Paulo – O Walmart informou hoje que vai parar de vender armas semiautomáticas em suas lojas nos Estados Unidos. O maior vendedor de armas e munições americano diz que a decisão é somente comercial e...

CCX obtém novo prazo para desenvolver concessão na Colômbia

28/07/2015 20:41
Divulgação CCX explora carvão na Colômbia: empresa declarou que o prazo para apresentação do plano foi prorrogado para setembro de 2017 Da REUTERS Rio de Janeiro - A mineradora CCX Colômbia informou nesta terça-feira que obteve permissão da Agencia Nacional de Mineria da Colômbia...

Santander reformula pacotes de conta corrente

21/07/2015 21:03
Getty Images Com a mudança, o cliente do Santander poderá escolher entre dois tipos de pacotes de serviços de conta corrente Aline Bronzati, do Estadão Conteúdo São Paulo - O Santander reformulou seus pacotes de conta corrente, lançados há dois anos, e vai permitir que a tarifa...

Com crescimento lento, empresas buscam fusões e aquisições

22/06/2015 21:24
Giuseppe Cacace/Getty Images Parmalat: compra da área de laticínios da BRF por R$ 1,8 bilhão foi uma das transações feitas no Brasil este ano Luísa Melo, de EXAME.com São Paulo - Em tempos de crise e queda no consumo, como agora, crescer organicamente é uma tarefa...

Marfrig dispara após venda bilionária para dona da Friboi

22/06/2015 15:20
                  O negócio segue a estratégia da JBS de crescer em alimentos processados São Paulo - As ações ordinárias da Marfrig lideravam a alta do Ibovespa nesta...

Crise não preocupa no longo prazo, diz presidente da Ambev

02/06/2015 20:44
Germano Lüders / EXAME Fábrica da Ambev: previsão é gastar R$ 3 bilhões neste ano, no mesmo patamar de 2014. Fernanda Nunes, do Estadão Conteúdo Rio de Janeiro - A crise econômica no Brasil não deve afetar os negócios da cervejaria Ambev neste ano, afirmou nesta...

Citi descarta comprar HSBC e vender Elavon no Brasil

27/05/2015 23:38
Mario Tama/Getty Images Prédio Citigroup Center: o banco está poupando dinheiro, pois prevê que os índices de inadimplência do setor bancário no país devem crescer nos próximos trimestres Da REUTERS São Paulo - O Citi já tomou as decisões importantes em termos de alienação de...

Com aumento de impostos, bancos têm semana trágica na Bolsa

25/05/2015 11:45
  RecomendeCompartilhar no TwitterCompartilhar no Google+Compartilhar no LinkedIn 1.148 views0 Salvar notícia Getty Images São Paulo - A expectativa de que o governo aumentaria os impostos das instituições financeiras impactaram as ações...
<< 2 | 3 | 4 | 5 | 6 >>