CSN pretende ir à CVM contra Usiminas

18/04/2011 11:55
Autor(es): Denise Carvalho | De São Paulo
Valor Econômico - 18/04/2011

 

 

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) votou contra a proposta da Usiminas que altera o valor de reembolso a acionistas, aprovada em assembleia realizada na quinta-feira, segundo apurou o Valor. Agora, como foi derrotada na votação, a companhia estuda apresentar reclamação à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) contra a Usiminas, por entender que os controladores da empresa não podiam votar na mudança estatutária por existir conflito de interesse.

Pela nova regra, a Usiminas passará a usar o patrimônio contábil, no lugar de valor apurado por peritos, para pagar investidores que quiserem vender suas ações. Para o mercado, a mudança facilita a entrada do grupo Gerdau no bloco de controle da companhia mineira.

Segundo fontes que estavam presentes na assembleia, a CSN também fracassou na tentativa de indicar um representante para o conselho fiscal. Dona de 8,6% das ações ordinárias (ON) e de 5% das preferenciais (PN) da Usiminas, a CSN não conseguiu se articular com outros acionistas para fazer a nomeação.

Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil) e os fundos de investimentos Lazard Asset Management e Black Rock são alguns dos minoritários que detêm ações da siderúrgica mineira.

A indicação para o conselho fiscal foi feita pelo BNDES: a economista Heloísa Regina Guimarães de Menezes como titular e o economista Victor Guilherme Tito como suplente.

Procurada pela reportagem, a CSN não comentou o assunto.

Trata-se de um duplo revés para a CSN, controlada pelo empresário Benjamin Steinbruch, que vem tentando comprar ações da Usiminas para conseguir ao menos um assento no conselho de administração e participar das decisões estratégicas da companhia.

No fim de janeiro, a CSN confirmou ao mercado ter feito aquisições em bolsa e já deter 4,99% das PN e 5,03% das ON da Usiminas. Hoje, a CSN já detém 8,6% das ações com direito a voto.

Segundo fontes próximas da CSN, o empresário Steinbruch foi às compras quando teria descoberto, no fim de 2010, que a Gerdau estava em negociações com os grupos Votorantim e Camargo Corrêa para comprar suas respectivas participações.

Steinbruch quer impedir que a Gerdau se torne o maior grupo siderúrgico do Brasil, ampliando o tamanho em relação à CSN, diz um executivo próximo da CSN.

O voto da CSN na assembleia vinha sendo bastante aguardado pelo mercado porque indicaria o quanto Steinbruch teria avançado nas suas intenções.

O voto contrário revelaria, portanto, que Steinbruch não chegou a um acordo com os acionistas do bloco de controle da Usiminas - Nippon Steel, Votorantim, Camargo Corrêa e Caixa dos Empregados da siderúrgica - para ingressar no grupo.

Por essa razão, minoritários ouvidos pelo Valor interpretam que a proposta de modificação no estatuto pode ter sido uma condição do grupo Gerdau para entrar na Usiminas.

A alteração do critério do reembolso para patrimônio contábil diminui o valor total de desembolso a ser pago pela Usiminas aos acionistas que exercerem a retirada. O direito de recesso é garantido pela legislação em alguns casos específicos, como cisão e mudança na composição do bloco de controle das empresas.

Procurada, a Gerdau comentou, por meio da assessoria de imprensa, que os rumores são improcedentes. A Usiminas não se manifestou.

Últimas Notícias

Os 10 maiores bilionários brasileiros de 2019, segundo a Forbes

25/09/2019 17:40
A lista da Forbes conta com um número recorde de bilionários este ano: são 206 no país, 26 a mais que no ano anterior Por Karin Salomão access_time25 set 2019, 16h00 O empresário Jorge Paulo Lemann, sócio do 3G Capital, quase perdeu o posto do homem mais rico do Brasil, que ocupa há sete...

Natura confirma negociação para compra da Avon via troca de ações

22/05/2019 17:13
Empresa ponderou que não há como garantir que vai concluir de fato a transação Avon: Natura confirmou a informações de que está negociando a compra da rival norte-americana (Brendan McDermid/Reuters) São Paulo – A Natura confirmou nesta quarta-feira informações da imprensa de que...

Bolsa sobe com negociação EUA-China e reforma da Previdência

09/01/2019 11:41
Às 10:04, o Ibovespa subia 0,13 por cento, a 92.148,68 pontos Por Reuters Bovespa: bolsa sobe (Paulo Whitaker/Reuters) São Paulo – A bolsa paulista começava a quarta-feira com o Ibovespa em alta, alinhada ao tom positivo no exterior, em meio a expectativas de que Estados...

J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading

22/01/2018 18:51
J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading Leniência do grupo, fechada no final de maio do ano passado, prevê o pagamento de uma multa recorde no valor de 10,3 bilhões de reais durante 25 anos. J&F: acordo de leniência ficou em xeque após os irmãos...

Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC

30/11/2017 16:31
Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC As despesas da Caixa com pessoal somaram R$ 5,59 bi entre julho e setembro, número praticamente em linha com o mesmo período do ano passado Por Aluisio Alves, da Reuters Caixa: a soma das receitas com tarifas e...

Excesso de liquidez pressiona grandes bancos brasileiros

30/11/2017 15:57
Os maiores bancos do Brasil têm tantos ativos de alta liquidez que estão tentando se livrar deles. Por Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da Bloomberg Pessoas passam por agência do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (Pilar Olivares/Reuters) Os maiores Bancos do...

Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar

05/07/2017 18:26
Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar Os irmãos que estão no epicentro do mais recente escândalo de corrupção do Brasil compraram as participações de suas três irmãs na J&F Investimentos Por Gerson Freitas Jr., Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da...

Gávea Investimentos negocia venda de fatia na Azul, dizem fontes

08/12/2016 10:57
Segundo fontes, a Gávea quer vender sua participação na Azul e os atuais acionistas devem comprar a fatia Por Fabiola Moura e Jessica Brice, da Bloomberg     Azul: participação da Gávea na empresa foi avaliada em R$ 212,5 milhões (Getty Images) A gestora de ativos brasileira Gávea...

Gol tem queda de 6,7% na oferta doméstica.

12/08/2016 10:57
  São Paulo - A Gol registrou queda de 6,7% na oferta doméstica em julho em comparação com o mesmo mês de 2015. A companhia justificou em comunicado que o dado "seguiu a tendência de adequação". Houve retração também no acumulado do ano até julho, de 6,4% comparativamente a...

Kroton aumenta oferta pela Estácio e se aproxima de fusão

02/07/2016 16:18
Ricardo Moraes/Reuters Estácio: se concretizado, o negócio com a Kroton é avaliado em R$ 5,5 bilhões Cátia Luz, do Estadão Conteúdo Fernanda Guimarães, do Estadão Conteúdo Gabriela Melo e Márcio Rodrigues, do Estadão Conteúdo São Paulo - Líder do ensino superior privado do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>