De onde vem o dinheiro da FIFA

19/06/2014 18:06

De acordo com a entidade responsável pela Copa do Mundo, o 1,4 bilhão de dólares de reservas vem da venda de direitos de transmissão e de patrocínio

Size_80_julia-carvalho, de
Jean Catuffe/Getty Images

Joseph Blatter assiste à abertura da Copa do Mundo na Arena Corinthians em 2014

Joseph Blatter: ninguém sabe quanto ele ganha no comando da FIFA

 

São Paulo - A Copa do Mundo no Brasil tem sido, talvez, a  edição que mais sofreu críticas, seja por parte da população do país sede, que não se conforma com os gastos do governo, seja por parte da imprensa, que reporta acusações de corrupção da FIFA e sua ânsia em lucrar demais.

Os números realmente espantam. A entidade responsável pelo Mundial de futebol vai gerar, até o fim do campeonato, 4 bilhões de dólares para a organização, 66% a mais que na Copa da África do Sul, em 2010.

Só em 2013, foram 1,4 bilhão de dólares em receitas, que resultaram em um lucro de 72 milhões de dólares.

De acordo com ela própria, o dinheiro vem, principalmente, da venda dos direitos de transmissão para televisão (60% dos ganhos) e dos contratos com patrocinadores (40%).

Mas os gastos operacionais, diz a Federação, também são grandes.

No ano passado, foram 1,3 bilhão de dólares em custos. Setenta e dois por cento desse valor foi direcionado exclusivamente para o futebol, em projetos de incentivo, organização de competições e o que eles gostam de chamar de "governança do futebol", o que significa a realização de congressos e os custos com advogados.

CLIQUE AQUI E TESTE SUA PLATAFORMA DE NEGOCIAÇÃO GRÁTIS.

No caso da Copa do Mundo no Brasil, os custos operacionais chegaram a 2 bilhões de dólares e a organização jura que pagou tudo do próprio bolso, não do governo brasileiro.

Reservas

Um dos pontos mais polêmicos das contas apresentadas pela FIFA é o de suas enormes reservas: 1,4 bilhão de dólares. O tamanho do cofre impressiona por a Federação ser, na teoria, uma organização sem fins lucrativos. 

"Ter reservas suficientes é de grande importância para assegurar a independência financeira da FIFA e sua habilidade de reagir a eventos inesperados", justificou a entidade em sua divulgação de resultados de 2013.

Ela diz que não é possível fazer um seguro para um evento de tal magnitude e, por isso, eles precisam ter dinheiro para cobrir todos os custos caso, por alguma fatalidade, ele venha a não acontecer.

Mas não dizem, por exemplo, quanto dos 75,9 milhões de dólares gastos em salários vão para os executivos e nem como os 36,6 milhões de dólares de bônus para os chefes são distribuídos. Críticos também dizem que os meios de fiscalização são fracos e que não há como verificar se os números apresentados são reais.

2018

O orçamento para o período de 2015 a 2018 será de 4,9 bilhões de dólares, sendo que 2,15 bilhões serão gastos só com a organização da Copa do Mundo na Rússia, daqui a quatro anos. A receita, a FIFA estima, será de 5 bilhões, o que adicionará mais 100 milhões aos cofres da entidade.

Últimas Notícias

Desafios da Petrobras ficam mais difíceis, diz Credit Suisse

11/09/2015 00:26
Dado Galdieri/Bloomberg Petrobras: de acordo com o banco, pesam sobre a companhia sua necessidade de financiamento de US$ 25 bilhões por ano Antonio Pita, do Estadão Conteúdo Rio - O cenário que já era delicado e preocupante para a Petrobras ficou ainda mais difícil após o...

Gerdau reajusta preços de aços longos, dizem fontes

08/09/2015 22:34
Paulo Fridman/Bloomberg News Gerdau: notificação do reajuste ocorreu entre o fim de agosto e o início deste mês Da REUTERS São Paulo - A Gerdau comunicou aos distribuidores de produtos siderúrgicos um aumento de cerca de 15 por cento nos preços de toda a sua linha de aços longos,...

Walmart vai parar de vender fuzis e outras armas nos EUA

26/08/2015 20:41
Joshua Lott/Files/Reuters Fuzil AR-15 em exposição Jonas Carvalho, de EXAME.com São Paulo – O Walmart informou hoje que vai parar de vender armas semiautomáticas em suas lojas nos Estados Unidos. O maior vendedor de armas e munições americano diz que a decisão é somente comercial e...

CCX obtém novo prazo para desenvolver concessão na Colômbia

28/07/2015 20:41
Divulgação CCX explora carvão na Colômbia: empresa declarou que o prazo para apresentação do plano foi prorrogado para setembro de 2017 Da REUTERS Rio de Janeiro - A mineradora CCX Colômbia informou nesta terça-feira que obteve permissão da Agencia Nacional de Mineria da Colômbia...

Santander reformula pacotes de conta corrente

21/07/2015 21:03
Getty Images Com a mudança, o cliente do Santander poderá escolher entre dois tipos de pacotes de serviços de conta corrente Aline Bronzati, do Estadão Conteúdo São Paulo - O Santander reformulou seus pacotes de conta corrente, lançados há dois anos, e vai permitir que a tarifa...

Com crescimento lento, empresas buscam fusões e aquisições

22/06/2015 21:24
Giuseppe Cacace/Getty Images Parmalat: compra da área de laticínios da BRF por R$ 1,8 bilhão foi uma das transações feitas no Brasil este ano Luísa Melo, de EXAME.com São Paulo - Em tempos de crise e queda no consumo, como agora, crescer organicamente é uma tarefa...

Marfrig dispara após venda bilionária para dona da Friboi

22/06/2015 15:20
                  O negócio segue a estratégia da JBS de crescer em alimentos processados São Paulo - As ações ordinárias da Marfrig lideravam a alta do Ibovespa nesta...

Crise não preocupa no longo prazo, diz presidente da Ambev

02/06/2015 20:44
Germano Lüders / EXAME Fábrica da Ambev: previsão é gastar R$ 3 bilhões neste ano, no mesmo patamar de 2014. Fernanda Nunes, do Estadão Conteúdo Rio de Janeiro - A crise econômica no Brasil não deve afetar os negócios da cervejaria Ambev neste ano, afirmou nesta...

Citi descarta comprar HSBC e vender Elavon no Brasil

27/05/2015 23:38
Mario Tama/Getty Images Prédio Citigroup Center: o banco está poupando dinheiro, pois prevê que os índices de inadimplência do setor bancário no país devem crescer nos próximos trimestres Da REUTERS São Paulo - O Citi já tomou as decisões importantes em termos de alienação de...

Com aumento de impostos, bancos têm semana trágica na Bolsa

25/05/2015 11:45
  RecomendeCompartilhar no TwitterCompartilhar no Google+Compartilhar no LinkedIn 1.148 views0 Salvar notícia Getty Images São Paulo - A expectativa de que o governo aumentaria os impostos das instituições financeiras impactaram as ações...
<< 2 | 3 | 4 | 5 | 6 >>