Fusão com Itaú permitirá consolidação na AL, diz Corpbanca

29/01/2014 22:58

Operação prevê que Itaú tome controle do banco fusionado, que se denominará Itaú-Corpbanca, mas o grupo Saieh terá importantes atribuições sobre adminsitração

ITACI
Agência do Banco Itaú, no shopping Center 3, na cidade de São Paulo

Itaú: fusão dará origem a um gigante regional com US$ 43 bilhões em ativos e US$ 33 bilhões em colocações

Santiago do Chile - O presidente do banco chileno Corpbanca, Jorge Saieh, disse nesta quarta-feira que o acordo de fusão com o Itaú Unibanco permitirá consolidar os planos da instituição no país e na Colômbia.

A operação prevê que o Itaú tome o controle do banco fusionado, que se denominará Itaú-Corpbanca, mas o grupo Saieh terá importantes atribuições sobre sua administração.

CLIQUE AQUI E TESTE SUA PLATAFORMA DE NEGOCIAÇÃO GRÁTIS.

"Estamos muito satisfeitos com este acordo e com o reconhecimento que se faz de nossa gestão, ao confiar-nos a presidência do novo banco", disse Saieh em declarações ao jornal "El Mercurio".

"Participaremos de todos os comitês relevantes do novo banco, teremos uma grande participação acionaria e um pacto de acionistas que nos garante ingerência na administração", acrescentou.

Por sua parte, o CEO para a América Latina do Itaú Unibanco, Ricardo Marino, comentou que estão "muito entusiasmados com o acordo com o Corpbanca".

"Confiamos no Grupo Saieh, têm inteiro conhecimento do mercado local do Chile e da Colômbia", declarou Marino ao "El Mecurio".

A fusão dará origem a um gigante regional com US$ 43 bilhões em ativos e US$ 33 bilhões em colocações.

Uma operação posterior prevê a integração do Itaú BBA Colômbia com as duas subsidiárias que o Corpbanca possui nesse país.

Por fim, Marino ressaltou que esse "é um passo importante para a internacionalização do Itaú na região latino-americana".