Nova empresa da ALL quer 12% do mercado de contêiner em 5 anos

21/12/2010 16:13

Executivos da empresa esperam que a Brado Logística apresente Ebitda entre 20% e 40%

Alberto Alerigi Jr., da

Divulgação/EXAME.com

ALL

ALL: Em maio, o ex-presidente da empresa, Bernardo Hees, havia revelado planos da ALL para ingressar no segmento de contêineres

São Paulo - A Brado Logística, empresa criada pela ALL para lidar com cargas de varejo, planeja ter 12 por cento do mercado brasileiro de transporte de contêineres nos próximos cinco anos, catapultando a participação da ferrovia em um segmento dominado pelo modal rodoviário.
 
A companhia traça planos de investir 1 bilhão de reais nesses cinco anos, recursos que não contarão com aportes da ALL, afirmou o presidente da maior operadora ferroviária do Brasil, Paulo Basílio, em teleconferência com analistas sobre a criação da Brado.

Segundo ele, a Brado deverá ter montado sua estrutura de capital até meados de 2011. "O que faz sentido para a gente é uma estrutura dívida/equity de 1 para 1", disse o executivo.

 

A Brado é controlada em 80 por cento pela ALL e 20 por cento pela Standard, que atua no segmento de contêineres frigorificados. A criação da empresa vinha sendo desenvolvida há 10 meses com a missão de elevar a participação da ALL no setor de contêineres, hoje de apenas 2 por cento de um total estimado em mais de 2,6 milhões.

Em maio, o ex-presidente da ALL, Bernardo Hees, havia revelado durante o Reuters Latin America Investment Summit planos da ALL para ingressar no segmento de contêineres.

"A Brado replica no Brasil modelo de negócio bem sucedido em outros países onde a ferrovia tem grande participação no transporte de contêineres. Hoje, no Brasil, a rodovia leva carga para o porto e a base de armazenagem deles é no porto, onde os espaços são muito caros", disse o diretor financeiro da ALL, Rodrigo Campos.

Para compensar os investimentos que serão feitos pela própria Bravo, a ALL vai oferecer taxas de transporte "competitivas com a rodovia, mais um desconto que reflete o investimento que estão fazendo", disse Campos, sem citar valores. Nos planos da Brado, a empresa vai consumir o bilhão de reais em investimentos em locomotivas (250 milhões), vagões (540 milhões), terminais (110 milhões) e obras civis, via permanente e sistemas (100 milhões).

O gasto em vagões será principalmente em unidades "doble stack", capazes de transportar dois contêineres, um sobre o outro. Mas a empresa também terá que contar com vagões "single stack" para conseguir transportar as cargas até o porto, já que parte da malha da ALL passa por dentro de túneis antigos, mais baixos. O percurso médio das cargas é de 600 quilômetros.

"O investimento majoritário é em double stack. A gente vai rodar double stack em 80 por cento das rotas e, para descer os túneis, faremos transbordo para single stack, mas 100 por cento da carga será transportada pela ferrovia", disse Basílio. "Isso para não termos que fazer investimento em túneis, o que seria muito caro e as obras poderiam interromper o fluxo da ALL."

Segundo os executivos, a expectativa é que a Brado apresente uma margem de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de entre 20 e 40 por cento. Atualmente, o volume de contêineres transportado pela ALL equivale a menos de 1 por cento do Ebitda da operadora ferroviária.

Às 12h00, as ações da ALL exibiam alta de 1,23 por cento, enquanto o Ibovespa tinha valorização de 1,22 por cento.

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/noticias/nova-empresa-da-all-quer-12-do-mercado-de-conteiner-em-5-anos

Últimas Notícias

Os 10 maiores bilionários brasileiros de 2019, segundo a Forbes

25/09/2019 17:40
A lista da Forbes conta com um número recorde de bilionários este ano: são 206 no país, 26 a mais que no ano anterior Por Karin Salomão access_time25 set 2019, 16h00 O empresário Jorge Paulo Lemann, sócio do 3G Capital, quase perdeu o posto do homem mais rico do Brasil, que ocupa há sete...

Natura confirma negociação para compra da Avon via troca de ações

22/05/2019 17:13
Empresa ponderou que não há como garantir que vai concluir de fato a transação Avon: Natura confirmou a informações de que está negociando a compra da rival norte-americana (Brendan McDermid/Reuters) São Paulo – A Natura confirmou nesta quarta-feira informações da imprensa de que...

Bolsa sobe com negociação EUA-China e reforma da Previdência

09/01/2019 11:41
Às 10:04, o Ibovespa subia 0,13 por cento, a 92.148,68 pontos Por Reuters Bovespa: bolsa sobe (Paulo Whitaker/Reuters) São Paulo – A bolsa paulista começava a quarta-feira com o Ibovespa em alta, alinhada ao tom positivo no exterior, em meio a expectativas de que Estados...

J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading

22/01/2018 18:51
J&F discute repactuar leniência e pode confessar insider trading Leniência do grupo, fechada no final de maio do ano passado, prevê o pagamento de uma multa recorde no valor de 10,3 bilhões de reais durante 25 anos. J&F: acordo de leniência ficou em xeque após os irmãos...

Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC

30/11/2017 16:31
Caixa mais que dobra lucro no 3º tri, para R$ 2,17 bi, diz BC As despesas da Caixa com pessoal somaram R$ 5,59 bi entre julho e setembro, número praticamente em linha com o mesmo período do ano passado Por Aluisio Alves, da Reuters Caixa: a soma das receitas com tarifas e...

Excesso de liquidez pressiona grandes bancos brasileiros

30/11/2017 15:57
Os maiores bancos do Brasil têm tantos ativos de alta liquidez que estão tentando se livrar deles. Por Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da Bloomberg Pessoas passam por agência do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro (Pilar Olivares/Reuters) Os maiores Bancos do...

Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar

05/07/2017 18:26
Dívida de irmãos Batista dispara com negócio familiar Os irmãos que estão no epicentro do mais recente escândalo de corrupção do Brasil compraram as participações de suas três irmãs na J&F Investimentos Por Gerson Freitas Jr., Cristiane Lucchesi e Felipe Marques, da...

Gávea Investimentos negocia venda de fatia na Azul, dizem fontes

08/12/2016 10:57
Segundo fontes, a Gávea quer vender sua participação na Azul e os atuais acionistas devem comprar a fatia Por Fabiola Moura e Jessica Brice, da Bloomberg     Azul: participação da Gávea na empresa foi avaliada em R$ 212,5 milhões (Getty Images) A gestora de ativos brasileira Gávea...

Gol tem queda de 6,7% na oferta doméstica.

12/08/2016 10:57
  São Paulo - A Gol registrou queda de 6,7% na oferta doméstica em julho em comparação com o mesmo mês de 2015. A companhia justificou em comunicado que o dado "seguiu a tendência de adequação". Houve retração também no acumulado do ano até julho, de 6,4% comparativamente a...

Kroton aumenta oferta pela Estácio e se aproxima de fusão

02/07/2016 16:18
Ricardo Moraes/Reuters Estácio: se concretizado, o negócio com a Kroton é avaliado em R$ 5,5 bilhões Cátia Luz, do Estadão Conteúdo Fernanda Guimarães, do Estadão Conteúdo Gabriela Melo e Márcio Rodrigues, do Estadão Conteúdo São Paulo - Líder do ensino superior privado do...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>