Usiminas: Caixa dos empregados e MCB ainda não receberam oferta da Ternium

21/11/2011 11:07

Segunda maior siderúrgica da América Latina confirmou negociações com a Usiminas na última semana


Beatriz Olivon, de

DOMINGOS PEIXOTO/EXAME

Linha de produção da Usiminas

Usiminas: a CSN, outra interessada na empresa, aumentou sua participação na companhia na última semana

São Paulo – A Caixa dos Empregados da Usiminas e a Mitsubishi Corporation do Brasil informaram à Usiminas que ainda não receberam ofertas referentes a aquisição da participação que detém na companhia.

A Caixa dos Empregados da Usiminas tem 10,13% das ações ordinárias. A Mitsubishi Corporation do Brasil (MCB) possui 1,47%. As acionistas confirmaram que tem conhecimento das discussões da Ternium com membros do grupo de controle, mas que ainda não receberam nenhuma proposta. 

Na última semana, o blog Faria Lima adiantou que a Ternium ofereceu o equivalente a 40 reais por cada ação em mãos de Camargo Corrêa e Votorantim – as duas empresas possuem, juntas, 26% das ações votantes da Usiminas. A Nippon Steel, com 27,8% das ações ordinárias, têm o direito de preferência. A Ternium confirmou as negociações com os controladores da empresa. A Usiminas afirmou que nenhuma oferta formal havia sido feita até a última semana.

Na sexta-feira, a CSN – outra interessada na Usiminas – informou que aumentou sua participação no capital da empresa, passando a deter 20,14% das ações preferenciais e 11,66% das ações ordinárias da Usiminas.  Pela Lei das Sociedades Anônimas, para ter direito a um assento no conselho de administração de uma empresa é necessário cerca de 15% das ações ordinárias e 10%o das ações preferenciais.