Usiminas desconhece fato que confirme oferta pela CSN

09/09/2011 10:52

Empresa nega ter conhecimento da tentativa de aquisição e diz que manterá o mercado informado


Divulgação

Bobinas de metal da Usiminas

Benjamin Steinbruch, dono da CSN, teria feito uma proposta de compra da fatia de 26% que Camargo Corrêa e Votorantim têm na Usiminas

São Paulo - A Usiminas enviou hoje comunicado ao mercado esclarecendo que "não tem conhecimento de qualquer fato que possa confirmar a eventual oferta da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN)". A nota, assinada pelo vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores, Ronald Seckelmann, avisa que a companhia manterá o mercado informado sobre eventuais novas informações.


Ontem à noite, a CSN divulgou comunicado negando a existência de proposta de aquisição de participação acionária na siderúrgica mineira, em resposta à solicitação de esclarecimentos feita pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) acerca da notícia veiculada pelo jornal O Estado de São Paulo. Conforme a reportagem, Benjamin Steinbruch, dono da CSN, teria feito uma proposta de compra da fatia de 26% que Camargo Corrêa e Votorantim têm na Usiminas. A oferta teria sido feita semanas atrás, mas Steinbruch ainda não teria obtido resposta, segundo fontes que participam do processo.

Por sua vez, a Agência Estado apurou que a oferta se aproxima de R$ 5 bilhões. De acordo com uma fonte, a oferta está entre R$ 33 e R$ 39 por ação ordinária, o que significa um total entre R$ 4,3 bilhões e R$ 5,1 bilhões.