Walmart vai parar de vender fuzis e outras armas nos EUA

26/08/2015 20:41

Joshua Lott/Files/Reuters

Fuzil AR-15 em exposição

Fuzil AR-15 em exposição

Jonas Carvalho, de EXAME.com

São Paulo – O Walmart informou hoje que vai parar de vender armas semiautomáticas em suas lojas nos Estados Unidos.

O maior vendedor de armas e munições americano diz que a decisão é somente comercial e se baseia na fraca demanda por esse armamento, de acordo com o The Wall Street Journal.

A medida atinge equipamentos como o fuzil AR-15 e outras armas de assalto, vendidas em menos de um terço das mais de 4.500 lojas da rede nos EUA.

CLIQUE AQUI E TESTE SUA PLATAFORMA DE NEGOCIAÇÃO GRÁTIS.

 

Esse tipo de armamento costuma ser usado em ataques e assassinatos em massa.

A rede encerra as vendas desses produtos em meio a um debate no país sobre o porte de armas e no mesmo dia em que uma repórter e um cinegrafista foram assassinados a tiros durante uma transmissão ao vivo.

O porta-voz da empresa, Kory Lundberg, disse que o Walmart, maior varejista do mundo, vai se concentrar na venda de armas de caça e de esporte, segundo a mesma reportagem.